Por Favor aguarde...
 
   Lembrar dados
 
   Esqueci-me da password
 
 

  Terça-Feira, 06 de Novembro de 2007


Jodie «The Brave One» Foster
publicado por vmal
 


Jodie «The Brave One» Foster

Se eu disser que The Brave One, ou Estranha Em Mim em português, é candidato ao Oscar, conseguem perceber o que eu achei do filme?!

Li a sinopse do filme uma hora antes de entrar para a sala e estava indeciso entre este e A Outra Margem, filme português de Luís Filipe Rocha. Ganhou a Jodie Foster. E que vitória!

Foster, no papel de Erica Bain, dá corpo e voz a uma jornalista de rádio com um programa chamado Street Walk que, à semelhança de Sinais, programa diário de crónicas na TSF, feito por Fernando Alves, retrata a vida de uma metrópole em constante movimento, que começa a perder a sua identidade histórica e poética.

Claro que no caso de Street Walk o palco é Nova Iorque, uma cidade com dez milhões de habitantes que «nunca dorme».


Erica é feliz. Mas numa cidade que «nunca dorme»,com tudo o que tem de bom, é o que tem de mau que acaba com a felicidade de Erica e David (interpretado por Naveen Andrews, o Sayid de Lost), quando três marginais espancam o casal num acto sádico enquanto os filmam.

Aqui começa a viagem de Erica Bain. Recuperada fisicamente, são as mazelas interiores que se manifestam, à medida que as fobias se acentuam. Tudo é agora estranho e distante e mais importante, tudo é assustador. Erica olha para tudo o que conhecia com um medo que não sabia ter. Um medo que via nos outros mas que era estranho nela.


Com medo de sair de casa, de andar na rua, dos passos e barulhos até então familiares, Bain compra uma arma e descobre que a sua mão não treme quando a empunha e dispara. Passa de jornalista a «justiceira», fazendo aquilo que todos nós, nalgum ponto das nossas vidas, tivemos vontade de fazer: justiça com as próprias mãos.


Jodie Foster consegue transmitir de forma surpreendente, o endurecer de carácter e transformação de Erica. Muito bem acompanhada por Terrence Howard (Detective Mercer), Foster leva-nos à (re)descoberta de uma personagem que luta pela sobrevivência numa cidade que pensava conhecer tão bem.

Acção, drama, e vingança que vão valer certamente o «hattrick» a Jodie Foster.